sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Experiência com Deus

   Referências bíblicas:  Sl 1: 2 e 2 Co 4:16.

      As cartas de Paulo aos corintos são de uma beleza inexplicável, pois revelam um cuidado, exortação amorosa e lembrete esperançoso para que os irmãos não perdessem o alvo. Gostaria também de, em alguma medida, lembrar aos irmãos sobre algumas formas pelas quais podemos caminhar em busca de uma experiência com Deus. Mas vale aqui dizer que eu gostaria de ser como Paulo, ter sua coragem e seu caráter. Todos os dias peço ao Senhor para ser melhor esposo e melhor pai,melhor genro, melhor filho e amigo daqueles que me procuram. No entanto tenho a consciência da minha fraqueza , minha condição de ser decaído.   Crendo  na palavra do Senhor entendo porém que é na minha fraqueza e no reconhecimento de minhas dificuldades que vivifico em mim a força do Senhor JESUS e hoje eu espero poder contribuir de alguma forma compartilhando o que tenho percebido em minhas andanças.
      O Senhor fala conosco por meio de fatos cotidianos, fatos triviais. Pensando nisso lembrei de uma coisa que angustia os professores e que tem me chamado muito atenção porque se aproxima muito da nossa realidade com relação a experiência experiência com Deus. Me refiro a falta de leitura.
      A aulas geralmente são  baseadas em textos , sobretudo quando estamos no ensino superior e para  a compreensão do tema ou conceito é preciso que nos debrucemos sobre o texto dando um sentido real a palavra estudo.
      Invariavelmente os alunos chegam a sala de aula sem ter tido o mínimo contato com o texto indicado. Resultado: monólogo do professor com algumas poucas manifestações , nem mesmo a dúvida tem lugar uma vez que não foi feita a leitura não sabemos do que se trata o assunto.
      Não é raro que testemunhemos situação semelhante em nosso meio. Reclamamos que não observamos mudanças, que o Senhor nos esqueceu mas não nos lembramos que é por meio da leitura e estudo da palavra que também encontramos as respostas que esperamos do Senhor . Também por meio da leitura inspirada pelo Espírito Santo temos contato com o mundo invisível revelado pelas experiências daqueles que entregaram as suas vidas em função da causa de Cristo.
       É certo que encontramos em nossos pastores  aqueles  que podem interpretar a palavra do Senhor, no entanto somos chamados à reponsabilidade de nós mesmos em certa medida, nos tornarmos pastores para sermos multiplicadores da boa nova. O salmista nos relembra que a situação a nossa satisfação deve estar na lei do Senhor e que deveríamos meditar sobre ela dia e noite (Sl. 1:2)
       Outro aspecto importante que diz respeito a nossa experiência com Deus se refere ao fato de que devemos cultivar uma  vida interior para que a palavra do Senhor seja incorporada definiti amente em nosso ser e encontre eco, que reverbere dentro de nós diante de uma situação difícil da vida. Devemos promover as condições as condições para que em nosso interior consigamos ouvir a voz de Deus, assim como nos diz  Paulo em sua carta aos corintos ao lembrar-lhes da importância de seu testemunho mediante o conhecimento da palavra do Senhor, pois o Deus que regia os romanos cegava-os para o evangelho por isso o trabalho evangelístico se torna mais difícil , mas ao trazermos sempre em nosso corpo o morrer de Jesus, para que a vida de Jesus também seja revelada em nosso corpo, precisamos perseverarmos sofrendo perseguição ,mesmo pressionados desanimados ou perplexos. Paulo confia que o Senhor é conosco a todo tempo "por isso não desanimamos. Embora exteriormente estejamos a desgastarnos, interiormente estamos sendo renovados dia a pós dia . (2Co 4:16).
   Esperai Celso como é que é? Não peguei essa parte ........entãoeu repitio: Paulo  nos fala que é nosso interior que somos renovados dia a pós dia, mas para que essa renovação aconteça, meu irmão, eu entendo que devemos promover as condições necessárias para que haja em nós vida interior do contrário não ouviremos a voz do Senhor que quervcapacitar, nos fortalecer para o tempo mal, nos dar discernimento......Vamos homeoparicamente sendo guiados pelas vozes das circunstância.      
       Dentro desse caminho de busca por uma experiência com Deus temos ainda um terceiro elemento que esteve presente durante tota a conversa mas não foi tratado e merece nossa atenção e diz respeito as nossas ações no mundo, pois a partir do momento em meditamos na palavra e estabelecemos em nós um mundo interior no qual o Senhor tem licenca pra atuar é inevitável que soframos uma mudança em nosso ser.  Aqui mais uma vez, devemos voltar nosso olhar para o apóstolo Paulo. Sua obstinação supera nosso entendimento sobremodo embotado pelas coisas do mundo.Ele nos diz em Filipenses 3: 8 e 9. 
            Termino com uma equação um tanto diferente para nosso entendimento: 
            A busca do reino de Deus =promoção de uma vida interior+ leitura da palavra.

     

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Renúncia

    

    Pouca atenção é dada ao assunto que diz respeito ao final dos tempos e a vinda do Anticristo, aquele que seria o responsável pela confirmação de um plano elaborado por Satanás para o controle da terra e daqueles que reconhecem Cristo como único e suficiente salvador de suas vidas. 
   Quando começamos um papo neste caminho, imediatamente alguém já vai dizendo...ih!! vai começar essa história de conspiração aquariana.  A verdade é que já existem dezenas ou mesmo milhares de publicações sérias a respeito dos "sinais" que se fazem mostrar. Sinais estes que confirmam palavras do apocalipse onde lemos sobre um tempo de trevas em que um homem carismático será adorado por solucionar os principais problemas pelos quais a humanidade passará.  O anúncio inesperado e histórico da renúncia papal, não nos causa espanto dada a quantidade enorme de material produzido a respeito de profecias , bem como por alguns posicionamentos radicias apresentados por Bento XVI, que vão claramente contra as mudanças comportamentais previstas por diversos movimentos new age.                                     
      Muitos blogs na rede apresentam estudos bem fundamentados na bíblia que não nos deixam dúvidas de que " o tempo está próximo". Infelizmente nos ambientes evangélicos é impossível tratar de tal assunto diante do  ceticismo existente entre " os seguidores de Jesus Cristo".  Como pode o povo evangélico tornar-se cético diante de assunto tão premente? Alertados  por grandes escritores  cristãos como TOZER, C.S. LEWIS, entendemos que a origem de tal comportamento surge não só da falta de leitura da palavra mais também da absoluta deficiência em relacioná-la aos acontecimentos contemporâneos. Aprofundamento do estudo da palavra, para muitos crentes evangélicos significa, hoje, chateação.   
      "A igreja dorme e instalá-se confortavelmente, e até irresponsavelmente acomodada ao caos. Falsos mestres a cercam e anestesiam sua sensibilidade quanto ao mal crescente e ao perigo constante de contaminação. Sim a igreja do Senhor tem sido induzida ao fascínio pela conquista dos bens desta vida, por vencer e prevalecer nas coisas deste mundo, de tal forma que o céu é uma lembrança para o limiar da morte física, um assunto para o futuro distante" (ALHO apud LOPES:1996, pág.11/12).
       O futuro meu irmão, cada vez mais mora no hoje quando o movimento da vida se dá em um fluxo ininterrupto, onde milhares de pessoas, agora, estão excluídas do processo produtivo (de compra e venda), onde um grupo cada vez mais celeto desfruta do conforto e dos avanços da ciência. Hoje testemunhamos a seguinte situação "apaticamente entretidos, além de demasiadamente ocupados em atender às solicitações da esfera privada (tanto as de natureza consumista quanto as de natureza psicológicas), os homens e mulheres pós-modernos não se comprometem seriamente com as questões estruturais da sociedade. Antes assistem inertes ao desenvestimento nas dimensões do político e do social. Já não há bandeira ou ideal capaz de encantá-lo ou conquistar sua adesão (MARQUES:2011,pág.27).  Não preciso ir muito longe para constatar isso. No final de semana quando fui ao cinema para comprar ingressos me deparei com máquinas..isso mesmo, não havia bilheteria!  Neste exemplo, quantas pessoas estão sendo proibidas , impedidas de entrar no cinema? Não prestamos atenção à isso porque , afinal não somos excluídos...ainda!!!   As bilheterias estão em obra, mas para o bom entendedor elas são ABSOLUTAMENTE desnecessárias, em um tempo em que o dinheiro é de plástico com dispositivo eletrônico.
   Enquanto os crentes evangélicos, ensimesmados em suas conquistas,se degladiam discutindo quem tem razão, se  pré-tribulacionista ou dispensacionista ou premilenista.....tem gente morrendo, gente excluída, lixo na televisão difundindo uma pedagogia da liberdade que justifica a busca pela felicidade imediata no "aqui e agora", lixo nas novidades  literárias que, lentamente, educam as famílias a aceitarem novas praticas sexuais.  Precisamos entender que o Anticristo não é um homem, mas um espírito que já habita o mundo a muito tempo:destruindo, mentindo e matando.    
    Para quem não conhece e não acredita no que os profetas de Deus prognosticaram sobre os últimos estágios da história, só parece haver então uma única solução para evitar um holocausto. Essa solução seria criar uma forma de governo mundial centralizado que se mantivesse unido pela interdependência econômica" (LINDSEY:1980,pág. 101) .
 Curiosa é a inscrição na nota de dollar: "NOVUS ORDO SECLORUM" ou Nova Ordem dos Séculos.   Chegamos ao tempo em que aqueles que começarem a perceber o que está PARA ALÉM das aparências, serão desacreditados, tratados como lunáticos, esquizofrênicos-paranoicos.                            
 Bibliografia;

HAGEE. John. O começo do fim.SP: Ed. mundo cristão, 1997.
HINDSON. Ed. O anticristo: Ele está presente e vivo na terra? SP: Ed. Vida, 1999.
LINDSEY. Hal. Os anos 80: contagem regressiva para o juizo final. SP: Mundo cristão,1981.
LOPES. Eliseu Pereira. Somos a última geração. SP: Associação religiosa imprensa da fé, 1996.
MARQUES. Leandro Frederico da Silva. Um Deus preocupado com a humanidade ( a experiência de Deus em Jesus em face do narcisismo presente na nova religiosidade contemporânea). SP: Ed. Reflexão, 2011.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Mistérios



  No início não me importava com os exercícios da Yoga que me pareciam inofensivos, fazia-os todos os dias   nos horários determinados e a cada nova fase um novo elemento se introduzia aquele ritual.  Cores, formas geômétricas e sons faziam parte de todo um procedimento que ao fim de dois anos me tomava quase duas horas em cada horário.   Minha prática aumentava e junto com ela as vezes por dia. Eram pelo menos três às 6:00 da manhã, às 12:00 logo após o almoço e as 18:00h.  Sei que vão dizer que é loucura, mas nesse período comecei a perceber presenças na casa onde morava além de  minha mãe e meu irmão. Era como se alguma coisa ou alguém estivesse ali comigo.  Inumeras vezes, antes de dormir ou mesmo pela madrugada, senti alguma coisa querendo penetrar em meu corpo, mas por algum motivo não conseguia por mais que tentasse.  Depois de algum tempo descobri que a Yoga que estava praticando tinha como objetivo propiciar uma abertura de meus Chakaras para criação e contato com um "ser" que me protegeria. Essa orientação foi dada não só à mim mas a todos aqueles que como eu estavam no caminho da iniciação ( ou caminho iniciatico como se diz nas religiões de mistério). Estas práticas criariam o canal propício para um vigilante pessoal.  Em todas as cerimônias de passagem de grau que participei o Sacerdote  responsável parecia estar possuído por outro Ser e nem mesmo olhava para o papel para declamar o texto cerimonial. Peregrino, Astharot e Manu foram alguns dos níveis pelos quais passei. Sempre com a promessa de nos ser revelado os mistérios e segredos do mundo subterrâneo onde os seus moradores preparavam-se para chegada de Maytréia.  "Aqui solicitamos sua atenção para às advertências de Paulo sobre o ministério da apostasia que já está em curso preparando a manifestação do iniquo"  existem, hoje, DIVERSAS, ordens exotéricas fazendo este trabalho no pretexto de preparar a humanidade para uma nova era: "Não se deixem levar nem tampouco enganar, não obstante o que eles digam. Porque aquele dia não chegará enquanto não acontecerem duas coisas: primeiramente, haverá uma época de grande rebelião contra Deus, e depois virá o homem da rebelião- o filho do inferno."(Ts 2 :3 ) Pois Chegamos ao tempo em que aqueles que começarem a perceber o que está para além das aparências, serão tratados com lunáticos, esquizofrênicos, paranóicos.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Juntando alguns pontos

                


                       
       Me  reúno aos diversos canais que de  uma forma ou de outra, denunciam os planos que visam alcançar uma espécie de comunidade universal. Realmente só não vê aquele que não quer. Nos jornais estão estampados, a cada dia, um número cada vez maior de reuniões e encontros entre lideres de nações apontando para uma maior interdependência entre os países de todo o mundo.  O repórter José Fucs da revista época (31 de Janeiro de 2011) demonstra surpresa ao saber do título da última conferência em Davos. Aqui reproduzo o trecho de sua reportagem:
    
               "embora o fórum continue a atrair a elite política e econômica  internacional, principalmente dos países desenvolvidos, a agenda do encontro, batizado como o indecifrável título  Normas compartilhadas para a nova realidade, parecia a plataforma de uma organização não governamental..." aprópria expressão "nova realidade" era um sinal da mudança na filosofia do encontro

   O sinal de mudança está cada vez mais claro. O controle não é mais sutil, agora passa a ser discutido e legitimado pelas próprias vitimas que acreditam ser sujeitos das transformações implementadas por estes fóruns. A estratégia parece ser aquela em que o alarde deve ser evitado e a ilusão de participação nas decisões passa a ser alimentada sob o pretexto de que é preciso desenvolver uma responsabilidade social, uma responsabilidade que construa nas novas gerações a consciência do cuidado necessário para que o mundo não se destrua. Continuando seu texto o repórter nos trás o depoimento do fundador do fórum de Davos e mais uma vez observamos como esse fórum se encontra afinado com as pretensões do movimento New Age em sua determinação em implantar ou preparar a terra para a nova Era.

            "de acordo com Klaus Shwab, fundador e o principal executivo do fórum de Davos, o programa deste ano procurou refletir a "nova era" pós-crise, marcado pela troca do centro político e económico global do norte para o sul e do oeste para o leste, pelo surgimento de novas lideranças , pela escassez de recursos naturais e pelo aumento do poder dos sites de relacionamento social"

    Na rede encontramos, por enquanto, vídeos e informações mais detalhadas sobre o processo que segue a passos largos para a unificação. Me proponho a buscar essas evidências nos lugares mais corriqueiros, ou seja, livros , revistas e periódicos.    A propósito da citação que inicia esta postagem, a perseguição religiosa também é fato que ocorre já tendo sido iniciada. A matéria de capa do caderno "prosa e verso" do Jornal o Globo de 17 de Fevereiro de 2007, trás o seguinte título: "o humano sagrado". Uma matéria feita por Deborah Berlinck. Ela entrevista o filósofo francês Luc ferry e na apresentação da entrevista escreve:
    
                                  " como a ajuda de Luc Ferry, o governo francês  baixou em 2003 a lei que proíbe o véu islâmico e todos os outros símbolos religiosos, como o quipá judaico ou a cruz cristã, nas escolas e prédios públicos. E Luc ferry diz hoje que a frança estava certa: alguns gritaram muito na época, mais ninguém contesta a lei"  

    O conteúdo da entrevista é de arrepios cabelos de qualquer pessoa. Uma das diretrizes do PNDH3, documento que transita nas câmaras legislativas e que já foi apresentado inclusive, para lideranças religiosas, trás entre as suas diretrizes aquela que foi implantada pela frança em 2003. O desconhecimento e a falta de interesse por parte da sociedade civil são incentivados pela mídia com sua programação alienante. Luc Ferry chega a dizer que:

"A religião que promete a salvação através de Deus e pela fé não cumpriu suas promessas, segundo ele, e assiste-se cada vez mais a uma "descristianização" no mundo ocidental"
  
  Para quem está atento, as peças de um grande quebra-cabeças estão se reunindo. Ainda faltam muitas, mas assim como acontece quando vamos montando , conseguimos ver as partes do cenário. As peças estão ai a nossa vista, mas sempre ouvi dizer que a melhor maneira de esconder algo é colocando a coisa na forma mais evidente possível. Chegamos ao tempo em que aqueles que conseguirem ver além das aparências serão considerados debilóides, serão tratados como chatos, serão considerados esquizofrênicos, psicóticos, lunáticos com manía de perseguisão que fantasiam assuntos sobre uma "pretensa teoria conspiratória". O fato é que aquela que conhecemos como Aquariana esta em curso! 
   

domingo, 23 de janeiro de 2011

Origens do Mal






   "Uma rede poderosa, embora sem liderança, está trabalhando no sentido de provocar   uma mudança radical no mundo. Seus membros romperam com alguns elementos chave do pensamento ocidental , e até mesmo podem ter rompido com a continuidade da história., 
  Essa rede é a conspiração aquariana: uma conspiração sem doutrina politica, sem manifesto, com conspiradores que buscam o poder apenas para difundí-la, e cujas estratégias são pragmáticas, até ciêntíficas, mas cuja s perspectivas parecem tão misteriósas que eles hesitam em discutí-las.
 Mais ampla do que a reforma, mais profunda do que a revolução, essa conspiração benigna a favor de uma nova ordem deflagrou o mais rápido realinhamento cultural da história. A grande transformação, a mudança irrevogável que nos está empolgando não é um novo sistema religioso, político ou filosófico. É uma nova mentalidade. (Merilyn Ferguson Apud Marco André pág.151 "Laços da Nova  Era).

Não é de hoje que o mal ronda a humanidade lançando desavença, dúvida, inveja. Entre outros males, o que permanece até nossos dias e que serve de alimento para a manutenção de muitas religiões de mistério é o discurso em que o homem é convencido, por meio da mentira primordial proferida pela serpente, de que sabe somente uma parte da história e que apenas por iniciação nas ordens de mistério teria a chance de se  reconciliar como o conhecimento de sua porção divina que , na versão destas instituções, foi guardado por mestres ao longo dos anos e transmitido oralmente a alguns poucos escolhidos. O movimento "Nova Era" usa a mesma mentira primordial ao dizer que: na "Era de Aquários"  permanecerão na terra, apenas,  aqueles que desenvolverem uma nova consciência planetáriaia . Em Gênesis 3 : 1-4 encontramos:

"mas a serpente mais sagaz que todos os animais selváticos que o Senhor Deus tinha feito disse à mulher: __não comereis de toda  árvore do jardim? Então a serpente disse à mulher: É certo que não morrereis; porque Deus sabe que no dia em que dele comeres se vos abrirão os olhos e como Deus, sereis conhecedores do bem r do mal"

  A milênios essa cena se repete. Como que hoje, o homem pode se protejer das investidas do inimigo, se mesmo quando era eterno não resistiu aos encantos a as promessas daquele que lhe fazia acreditar ser tão sabedor quando Deus? Essa passagem bíblica intitula-se, não por acaso, a queda do homem. Um ato de desobediência teve como consequência a retirada de Adão e Eva do paraíso;

 "e expulso o homem, colocou querubins ao Oriente do jardim do Eden, e o refulgir de uma espada revoluia para guardar o caminho da árvore da vida"(Gn 3:24)

  Pois é em torno da mentira primordial que as religiões de mistério montam o seu arsenal de enganos. Os mesmos enganos que foram ministrados à Adão e Eva  no paraíso foram ao longo da hisória da humanidade sendo reeditados e adaptados a época. No Gênesis, ainda que o trecho apresente controvérsias no que diz respeito a interpretações, encontramos o que poderíamos considerar a continuação da linhagem dos anjos caídos (foto acima) que se rebelaram contra  o Senhor:

"vendo os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas, tomaram para si mulheres, as que, entre todas mais lhes agradaram. Ora naquele tempo havia gigantes na terra; e também depois, quando os filhos de Deus possuiram as filhas dos homens, as que,lhes deram filhos; estes foram valentes varões de renome na antigudade" (Gn6: 1-4)

 A sustentação de que os "filhos de Deus" eram anjos dá-se pela leitura do livro de Enoque que não foi considerado um livro de inspiração divina,  tornando-se, portanto,  Apócrifo.  Ao ler o livro de Enoque encontrei os nomes dos anjos que seguiram a lucifer na sua queda. A ordem a qual  pertenci usava um desses nomes em  um tipo de YOGA específica que visava tomarmos a forma do próprio anjo caído. Por esse motivo usamos da liberdade de considerar o livro de Enoque, fundamental para o entendimento de algumas passagens bíbicas mesmo que não seja adotado como leitura liturgica ou como fundamentação teológica. Para citar um trecho do livro de Enoque que fala sobre a natureza dos filhos de Deus destacamos o versículo 15 do  capítulo 10 que diz:

"O Senhor também disse a Miguel; vá e anuncia seu crime a Samyaza e a todos os que a ele se associaram, que se uniram as mulheres e se poluiram  com toda a sua impureza. E quando todos os seus filhos forem mortos,  quando testemunharem a perdição dos seus amados , amarra-os por setenta gerações embaixo da terra, até o dia do julgamento e da consumação se completar ,cujos efeitos serão sentidos para sempre."

 Baseados, então, neste livro é certo afirmar que os anjos caídos encontraram os meios propícios para a transmissão de conhecimentos celestiais como a feitiçaria,a observação das estrelas, os signos  entre outros conhecimentos através de diversas instituições exotéricas com princípios iniciáticos. Muitas destas instituições encontram-se muito bem representadas em altos escalões governamentais contribuindo para os planos de reestruturação mental da humanidade que se iniciaram no início dos tempos. A mentira primordial repete-se.  Em se tratando de religiões de mistério aquele que adere a qualquer delas aos poucos começa a aprender que Lucifer não é mal, pois seu próprio nome  significa "portador de luz"e que na verdade ele tem como função trazer a ilminação e o conhecimento ( da arvore do bem e do mal?) para o homem. Com sua queda Lúcifer passa , então , a colocar dúvida  no coralção do homem, duvida da veracidade das promessas de Deus  e mais, coloca em dúvida tembém  a ideia de um Deus pessoal, único e soberano. Seu intento ao longo da história, é desacreditar o seu Criador tornando-se  o lider de uma conspiração divina. Estão ai, portanto, as bases do pensamento que fundamentam, nos dias atuais, o que conhecemos como "Nova Era" e que assutadoramente aos poucos vai fazendo parte do discurso de muitos lideres governamentais e não governamentais.          

"asseverar que as leis do Senhor estão erradas, que promovem a ignorância e impedem o desenvolvimento espiritual do homem, além de prejudicar a consciência de sua própria divindade. Em outras palavras o esoterismo se opõe ao Deus verdadeiro e utiliza os mesmos argumentos que Satanás usou contra o próprio criador."(André, Marco pág.31 Laços da nova era)  

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Narnianos

  Nunca foi  tão oportuna a releitura de uma literatura.  Me lembro perfeitamente que ao terminar de ler o terceiro volume da saga do senhor dos anéis, estava maravilhado com a engenhosidade da história na  sua distinção entre o bem o e mal.  A mesma surpresa se dá com a saga das crianças inglesas   escrita por  C.S. Lewis.  Aqueles que tem na Palavra  uma leitura constante e o entendimento concedido pelo Espírito Santo, imediatamente se identificam com aquilo que autor de " cartas do diabo ao seu aprendiz" chama de "profunda magia". Em um outro tempo-espaço dá-se a batalha eterna entre o bem e o mal muito bem definidos,  onde os filhos de Adão e as filhas de Eva são aqueles responsaveis pela concretização da profecia.  O mais interessante é que o autor faz uso de todos os personagens mitológicos  integrando-os ao exército de Aslan, desmistificando  uma série de lendas e colocando toda a criação literalmente, sob o comando d'Ele. O mal na pele da rainha branca, apresenta-se com toda a sua ardilosa estratégia para despistar nossos jovens guerreiros. Intento que sempre é impedido, ainda que prosiga   na sua caminhada ao recrutar Nárnianos .
 Mais do que um filme a saga dos Narninos me parece ser a  luta espiritual que travamos no nosso dia-a-dia, pois, em peles de carneiros,  existem hoje no Brasil uma série de organizações secretas de cunho mistico religioso  atuando para a chegada de um Avatar. Em laços da nova Era, um estudo sobre as religiões de mistério encontramos a seguinte declaração:

 "muito além do campo  político  esse lider mundial surgirá de forma a satisfazer as religiões, já que todas, de uma ou outra maneira, aguardam algum tipo de "salvador" para humanidade. Ele é reconhecido como o "esperado" de todas as gentes, O Cristo dos cristãos que voltará, o messias dos Judeus, o próprio Buda dos budistas, o Iman Mahdi dos mulçumanos, o Krishna dos Hindus. Enfim, o grande   mestre cósmico que o espírito sedento dos homens aguarda com os mais diversos nomes, mas que na verdade é um só - Lord Maitréya- o novo cristo de Aquário". (Andre: 1998.pág 136) 

   Homeopaticamente até mesmo o povo evangélico se vê envolvido em algum esquema, haja  vista o número  enorme de cristãos frequentadores da maçonaria, organização reconhecidamente de segredos, onde rituais  de passagem só são permitidos à iniciados. O tempo-espaço onde Nárnia existe não está muito distante de nós e também não é uma ficção fantástica.  Quando Lucy pergunta à Aslan (no terceiro episódio) se ele a acompanhará, a resposta de Aslan é acalentadora para aqueles que creêm em um Cristo vivo. ele responde:__em seu mundo  apareço de várias formas. Cabe a você me conhecer. Estarei sempre ao seu lado.   
 Chegamos ao tempo em que aqueles que começarem a perceber o que está para além das aparências,serão tratados com lunáticos, esquizofrênicos, paranóicos. Escrevo essas linhas porque, com  a ajuda do Espírito Santo que ainda está entre nós,  vejo os sinais nos acontecimentos. A ordem exotérica da qual fui membro insistia que mudanças comportamentais aconteceriam para que as bases de uma nova Era fosem instaladas.
  O senhor dos anéis e as crônicas  de Nárnia nos ajudam a penetrar neste mundo que deveria ser levado mais a sério por aqueles que amam ao Senhor, como forma de combater aquele que está em derredor. Um trecho do livro de C.S.Lewis  impressiona. O demônio- mestre reclama, em resposta a seu aprendiz:

 "Fico surpreso de me perguntares se é essencial manter o paciente ignorante em relação a tua existência. Esta questão, pelo menos para a presente fase da luta, foi respondida pelo alto comando. Certamente que nem sempre foi assim. Enfrentamos de fato, um dilema cruel. Quando os humanos não creêm em nossa existência, perdemos todos os agradaveis resultados do terrorismo direto e não produzimos mágicos. De outra parte, quando acreditam em nós, não podemos torná-los materialistas e céticos. pelo menos não ainda. Tenho grande esperança que aprenderemos no tempo oportuno como emocionalizar e mitologizar sua ciência em tal grau que o que é, de fato, uma crença em nosssa existência (apesar de não sob este nome)insinuar-se-á furtivamente enquanto a mente humana  permanece fechada à crença do inimigo"( LEWIS. pág.35)            

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Alguns sinais

  As ruas parecem verdadeiros formigueiros. A população cresce vertiginosamente como temos constatado nestes últimos anos. Fui ao mercado comprar alguma coisa que faltava. Abarrotado de gente também estava o interior do mercado, depois de vereficar  a conferir a lista de compras aguardava minha vez na  fila que se estendia por um dos corredores. Ao me aproximar da gôndula de revitas uma cena me chamou atenção. Entre as celebridades, em suas posses de capa, depósitos de confiança e auto-estima,  vê-se uma foto de Jesus ensanguentado, sofrendo as dores de sua eminente cruxificação . Naquele momento me perguntava se aqueles que possavam e mesmo os que passavam apresados pela fila do mercado, tinham a noção de que alguém havia dado sua própria vida por elas.    O que na verdade eu assistia naquele instante era a crucificação reeditada com requintes tecnológiocode crueldade.  A minha volta, gente apressada esbarrando sem pedir desculpas. Apressada para ir pra casa, para ir para o curso, para pagar a conta... Junto a esse alvoroso o cheiro de podre aumenta a cada dia. As pessoas estão doentes, insensíveis...existe uma aparente normalidade que vemos explodir em rebeliões penitênciarias, disputas entre gangs (as pequenas  visíveis e as grandes, sorrateiramente cobertas pela midía ), sintomas de uma grande doença social. As leis feitas por homens já não satisfasem e não garantem a ordem. Prestemos atenção, pois eis que surgirá aquele que implementará  A NOVA ORDEM....É hora de vigiar e orar!!!!